Aliança FM - Macarani
 
Reserve já seu espaço aqui
 

Fique por dentro do tempo

Clique na imagem para mais detalhes

 

PREFEITO CARLINHOS CONCEDE ENTREVISTA E SOLTA O VERBO – De geração de empregos; anuncio de novas obras e ações, até seus adversários não escaparam, Prefeito fala sobre tudo e de todos na Rádio Aliança FM Macarani

Em uma de suas melhores entrevistas já concedidas Prefeito Carlinhos afirma, "não abrirei mão de lançar o candidato a minha sucessão em 2016".

"O Prefeito de Macarani tem coragem de dizer as coisas! Ele não fica escondendo!”. Esse foi o tom da entrevista concedida pelo Prefeito Carlinhos (PMDB) ao radialista Jota Santos na manhã dessa terça-feira, dia 25, na Rádio Aliança FM Macarani.

Carlinhos falou em obras que vêm sendo executadas por seu Governo; anunciou ações que estão por vir, inclusive citando os bairros contemplados; tratou de Geração de Empregos, da reforma de estradas; da construção dos dois PSFs e trouxe detalhes do projeto que serão iniciados em 2015.
Não fugindo ao seu estilo destemido, o Prefeito de Macarani revelou que vai cobrar do Governador do estado investimentos no município; deixou claro que terá candidato a sua sucessão em 2016 e os nomes mais cotados são; sua atual vice Elza Soares, o empresário Playboy ou o medico Dr. Miller, o mesmo afirmou que em abril de 2016 fará uma pesquisa com os três nomes e o escolhido pelo povo será seu candidato a prefeito no mesmo ano. O prefeito também criticou a atuação a postura dos adversários na eleição passada desse ano e finalizou agradecendo a população do município pela votação concedida aos seus candidatos na ultima eleição.
Se você não ouviu a movimentada entrevista de Carlinhos, Confira aqui na íntegra

Prefeitura intensifica reforma do antigo galpão da Azaleia para chegada da Fabrica Bárbara Krás

secretario Eliomar (Liora), cordena reforma do galpão

Um dos momentos mais esperados pela população de Macarani é a chegada já dada como certa pelo Prefeito Carlinhos e pelo Secretário Eliomar (Liora) que vem mantendo contato com os diretores da empresa, a população de Macarani está vivendo a anciedade dos dias que antecedem a chegada dos equipamentos da fábrica que está sendo esperado para o próximo dia 1º de dezembro e a confirmação do inicio de operação da fábrica de calçados Bárbara Krás, que será instalada no município, no galpão onde funcionava a azaleia calçados e que vai gerar cerca de 250 a 300 empregos diretos, com previsão da instalação para os próximos 45 dias. veja imagens

A chegada da Fábrica é resultado do empenho da Prefeitura Municipal de Macarani, através do prefeito Carlinhos e do secretário Eliomar (Liora), Desde o inicio de 2013, o gestor tem feito constantes reuniões com empresários, visitado empresas e dialogado com o Governo do Estado a fim de buscar uma solução para o problema do desemprego que afeta centenas de famílias macaranienses.
Segundo um dos proprietários da empresa, Sr. Edílson (Dito), Diretor industrial da Bárbara Krás, “A população de Macarani vai ganhar muito com a chegada da nossa fábrica para o município. É uma cidade pequena, mas é muito acolhedora, limpa e organizada. Já ouvimos falar que Macarani tem uma das melhores mão-de-obra da região e um povo que gosta de trabalhar. O prefeito Carlinhos e toda sua equipe estão de parabéns pelo empenho e por mais esta conquista. Quero dizer também que, a qualquer momento os nossos maquinários estarão chegando, nos próximos 15 dias no máximo, para que possamos começar o trabalho aqui.” Concluiu Dito. veja imagens

LAVA JATO: MAIS DE 250 PARLAMENTARES SÃO CITADOS

Com o avanço das investigações, a expectativa é que aumente a lista de políticos envolvidos no esquema de corrupção; 250 parlamentares teriam sido citados pelos principais delatores; líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), foi apontado como quem recebeu R$ 1 milhão; "acusação fantasiosa", rebateu; juiz Sérgio Moro, responsável pelas apurações, afirmou que não há como fazer "crítica partidária, pois se desconhece ainda o alcance e a duração da prática criminosa"; para cientistas políticos, Congresso viverá fase de grande fragilidade

Além de funcionários da Petrobras e grandes empreiteiros, 250 parlamentares teriam sido citados pelos delatores da Operação Lava Jato, da Polícia Federal. O número foi divulgado pelo colunista Felipe Patury. Com o avanço das investigações e a divulgação de trechos dos depoimentos de Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef, a expectativa é que a lista vá se tornando conhecida.

Ontem, reportagem do jornal O Estado de S. Paulo apontou o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), como receptor de R$ 1 milhão do esquema. O senador rebate a acusação: "totalmente fantasiosa". Ao comentarem a Lava Jato, cientistas políticos avaliam que o Congresso viverá uma fase de grande fragilidade e terá sua credibilidade abalada, segundo o colunista Ilimar Franco.

O juiz Sérgio Moro, responsável pelas investigações, ressaltou na sexta-feira 21, em despacho que determinou a prisão preventiva do lobista Fernando Baiano, que não é possível partidarizar os envolvidos na Lava Jato, pois ainda não são conhecidos o alcance a duração do esquema. "Aqui não se faz crítica partidária, pois se desconhece ainda o alcance e a duração da prática criminosa", disse ele.

A tese da oposição de vincular o escândalo ao PT já não tem eficácia. Dois depoentes – o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco e Fernando Baiano – de admitiram que suas práticas criminosas vinham desde a era FHC. Barusco explicou aos investigadores por que conseguiu acumular uma fortuna tão expressiva – ele prometeu devolver US$ 100 milhões aos cofres públicos: desviava dinheiro da estatal desde 1996, segundo ano do primeiro mandato do ex-presidente tucano.

"O PT SÓ ENXERGA O PMDB COMO PARCEIRO NA HORA DE LIMPAR A SUJEIRA"

Vice-líder do PMDB na Câmara, Lúcio Vieira Lima endossa o coro da ala 'rebelde' e deixa claro que a relação com o PT está estremecida; "O PT só enxerga o PMDB como parceiro na hora de limpar a sujeira"; ele diz ainda que os peemedebistas não têm "obrigação" de blindar membros do PT em investigações; "Não vamos fazer como naqueles filmes em que um grupo mata e depois entra a turma da limpeza. A coligação com o PT não me obriga, por exemplo, a proteger tesoureiro de partido"; Lúcio se refere a João Vaccari Neto, tesoureiro do PT citado na Operação Lava Jato

Lúcio diz ainda que os peemedebistas não têm "obrigação" de tentar blindar membros do PT em investigações em suspeitas de corrupção. "Nós não vamos fazer como naqueles filmes em que um grupo mata e depois entra a turma da limpeza. A coligação com o PT não me obriga, por exemplo, a proteger tesoureiro de partido". Ele se refere a João Vaccari Neto, tesoureiro do PT citado na Operação Lava Jato.

Em relação ao caso Vaccari, Lúcio Vieira Lima disse que acertou no voto. "Não participo da CPI para defender o PT. Além disso, votei a favor também da convocação de Sérgio Machado", presidente licenciado da Transpetro e afilhado político do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB).

 

 

 

ITAPETINGA EMPATA EM IBIRATAIA, GANHA NOS PÊNALTIS E SE CLASSIFICA

Depois de empatar em CASA pelo placar de 2X2 no último DOMINGO, no Primaverão, a seleção de Itapetinga foi à cidade de Ibirataia fazer o jogo de volta, neste domingo (23), com a missão de vencer a partida e se classificar para as semifinais do Intermunicipal.

Numa partida duríssima, no estádio “Tesourão”, o selecionado de Itapetinga arrancou um empate por 0X0 e levou a decisão para as penalidades, vencendo a seleção de Ibirataia por 7X6 e se classificando para a penúltima fase do campeonato.

Nas semifinais, a seleção de Itapetinga enfrentará a fortíssima seleção de Cachoeira, maior vencedora da história do Intermunicipal, com 7 títulos.

HOMEM DE US$ 100 MI ROUBA DESDE O INÍCIO DA ERA FHC

Em sua delação premiada, o ex-gerente Pedro Barusco, que irá devolver R$ 252 milhões às autoridades, disse que começou a receber propinas em 1996, segundo ano do governo FHC, que se disse "envergonhado pelo que fizeram na Petrobras"; Barusco negou que recebesse propinas partidárias; "essa era a parte da casa", disse; confissão enfraquece estratégia tucana de associar escândalo ao PT; ele também disse que contratava sem licitação, o que foi permitido por uma lei do ex-presidente tucano; recentemente, tentou favorecer a Odebrecht

Depois de ter causado espanto ao declarar que devolveria uma fortuna de US$ 100 milhões (aproximadamente R$ 252 milhões), obtidos irregularmente, aos cofres públicos, o ex-gerente da diretoria de Serviços da Petrobras Pedro Barusco admitiu que recebe propina há 18 anos, desde o início da era FHC, por meio de contratos da estatal. Esse é o motivo, segundo ele, para ter conseguido acumular tamanha fortuna.

Na semana passada, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse sentir "vergonha" do que está acontecendo na Petrobras. "Tenho vergonha como brasileiro, tenho vergonha de dizer o que está acontecendo na Petrobrás", afirmou.

Barusco admitiu, em delação premiada, que desvia verbas por meio de contratos na estatal do petróleo desde 1996, segundo ano do governo do ex-presidente tucano. Ele também confirmou ter recebido US$ 22 milhões em propina apenas da holandesa SBM Offshore, que trabalha com afretamento de navios-plataforma.

O ex-gerente da Petrobras negou, durante depoimento, que parte do dinheiro desviado por ele era destinado a algum partido ou políticos. "Esta era a parte da casa", afirmou. Apontado como um dos supostos cúmplices do ex-diretor da estatal Renato Duque, preso na sexta-feira 14, ele conta também ter contratado empresas sem licitação, prática que foi permitida por meio de uma lei do governo FHC.

Barusco teve participação em todos os grandes projetos da Petrobras na última década, entre eles a refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco. Em 2006, logo após a compra pela Petrobras de 50% da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, ele tentou favorecer a Odebrecht, contratando a empresa para a ampliação da refinaria sem processo de licitação. Ele alegou que a companhia era a única brasileira com experiência para o trabalho e obteve o apoio dos diretores. A obra no valor de US$ 2,5 bilhões, porém, foi rejeitada pelos sócios belgas.

O volume de dinheiro a ser devolvido pelo engenheiro aos cofres públicos é o maior já obtido por um criminoso na história do País. O acordo de delação premiada foi firmado por ele antes de a Operação Lava Jato, da Polícia Federal, vir à tona. Ele decidiu colaborar com a polícia assim que foi avisado que seria denunciado, conseguindo, dessa forma, se livrar da cadeia.

Dois ganhadores acertam seis dezenas da Mega-Sena neste sábado

Duas apostas acertaram os seis números do sorteio 1.655 da Mega-Sena. Eles vão levar cada um, R$ 67.657.559,48. Segundo o site da Caixa Econômica Federal, os dois ganhadores são do Rio de Janeiro e de Cianorte (PR).

O valor total de R$ 135 milhões para as seis dezenas foi o maior prêmio da história dos concursos regulares As dezenas foram sorteadas neste sábado (22), em Macatuba (SP).

Veja as dezenas: 07 - 24 - 28 - 46 - 53 - 56.
A quina teve 704 acertadores e cada um vai levar R$ 16.384,73. Já a quadra pagará R$ 415,95 para cada um de seus 39.616 ganhadores.

A estimativa para o sorteio 1.656, a ser realizado na quarta-feira (26), é de prêmio de R$ 2,5 milhões.

Mulher é assassinada pelo sobrinho em Itabuna

Elizailde de Jesus Sousa, 32 anos, mãe de três filhos, foi assassinada a golpe de faca por seu próprio sobrinho Thiago Sousa Vieira, conhecido no mundo do crime como “Dêda” de 25 anos. O crime aconteceu no início da madrugada de domingo (23), Rua São Geraldo, bairro Novo Lomanto em Itabuna.

Thiago Sousa estava preso no conjunto penal de Itabuna desde 2013, por assalto a mão armada na mesma cidade, Thiago que é morador do bairro Jorge Amado, foi liberado na ultima quinta-feira (20).

De acordo com informações de familiares, Dêda chegou agitado na casa de sua avó pedindo dinheiro para compra drogas, e Elizailde tentou expulsar o sobrinho quando foi atingida por um golpe de faca no peito direito. A Polícia de Itabuna já está há procura de Thiago Sousa Vieira, o “Dêda”.

PADRE É PRESO EM FLAGRANTE, COM 170 Kg DE MACONHA DENTRO DE IGREJA

A descoberta das drogas e a influência do Padre Mario Roberto sobre todo o esquema, chocou diferentes religiosos em todo o Brasil.

O padre Mario Roberto Gomes, responsável pela igreja do bairro de Pontezinha, Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife, foi preso em flagrante por volta de 22h desta última quinta-feira (20), juntamente com uma mulher e um homem, que não tiveram, os nomes revelados.

Além dos 170 quilos de maconha, que estavam escondidos dentro da igreja, policiais do Departamento de Repreensão ao Narcotráfico (Denarc), também apreenderam um revolver cal. 38 e uma carteira de autoridade eclesiástica.

Os envolvidos, inclusive o Padre Mario Roberto, juntamente com as drogas e arma apreendidas, seguem à disposição da justiça.

Evento I
data:
local:
Evento II
data:
local:
Evento III
data:
local:
 
Evento IIII
data:
local:
 
Banco do Brasil
Caixa Ecônomica Federal
Bradesco
Itaú
Banco do Nordeste
HSBC
2ª Via Telemar
2ª Via Coelba
2ª Via OI telefone
Busca CEP - Correios
Detran - BA '
Resultados Loterias

Visitante nº

Direitos reservados a Local Net - setembro de 2008

Contato: vandolimaeol@hotmail.com